Setembro amarelo 2019 – sinais para agir na prevenção ao suicídio

Você sabia que a cada 45 minutos uma pessoa se suicida no Brasil? Esse número é ainda pior no mundo. Conheça a campanha Setembro amarelo 2019.

Nessas campanhas de prevenção ao suicídio, como o setembro amarelo 2019, não há como não se perguntar qual o tamanho do sofrimento de uma pessoa capaz de fazê-la pensar em tirar a própria vida.

É tão surreal que ao olhar para este problema, o imaginamos numa realidade bem distante, longe da nossa zona de conforto.

A verdade, contudo,  é que cada vez mais estamos presenciando a aproximação deste mal.

Quem não tem um caso na família, ou no grupo de amigos, com certeza ouviu falar de alguém não muito distante que vive este drama. 

Então, não se iluda, todos nós estamos neste mesmo barco.

O que é o Setembro Amarelo 2019

 

Não sei se você sabe, mas dia 10 de setembro é o dia mundial de prevenção ao suicídio. Por esta razão foi escolhido esse mês para essa campanha aqui no Brasil.

O foco da campanha Setembro amarelo 2019 é a conscientização sobre a prevenção do suicídio.

Pessoas e entidades de diferentes esferas sociais  aproveitam para falar sobre a saúde mental e o risco de suicídio.

 O principal objetivo é conscientizar as pessoas de que o suicídio pode ser evitado.

A cor amarela foi escolhida porque simboliza vida, luz e sol, refletores do propósito da campanha, que é a preservação da vida humana.

Setembro Amarelo é para lembra que, prevenção ao suicídio é possível

A Organização mundial da saúde diz que mais de 90% dos suicídios são ligados a problemas mentais.

Ou seja, poderia ser evitado se tratado.

Segundo o CVV, no Brasil a cada 45 minutos alguém tira a própria vida. 

O blog café com estórias trás muito conteúdo para o universo feminino. Segue alguns links que podem te interessar.

A Importância do Trabalho Voluntário
Outubro rosa e novembro azul
Desempregado? Leia isto!
Ocupadíssima! Um tempinho só seu, já está na agenda?
Estressada? 5 minutos com o seu pet. Comprovado.

Setembro amarelo 2019: O preconceito com doenças mentais existe

É impressionante como que ainda vivendo uma realidade tão assustadora como essa, ainda negligenciamos a saúde mental.

A verdade é que não acreditamos muito nesse tipo de doença, a mental, ainda a vemos como frescura, preguiça ou fraqueza.

Essa visão, inclusive, reflete na forma como olhamos para os profissionais da área: psicólogos e psiquiatras.

O CVV acredita na educação e na conversa aberta sobre suicídio.

“É preciso perder o medo de falar sobre o assunto. O caminho é quebrar tabus e compartilhar informações”

Setembro amarelo 2019

É possível ver sinais antes do suicídio?

O CVV lembra que a pessoa neste estágio de sofrimento pode dar alguns sinais.

Claro que para as pessoas mais próximas é mais fácil perceber este pedido de socorro. Mas é propício lembrar que, para detectar uma crise suicida não há receita pronta.

O que podemos deixar de fazer é quando vermos esses sinais não classificá-los como chantagens, ou formas de chamar a atenção.

Precisamos nos despir dos preconceitos, que não são poucos, buscar informações, e falarmos sobre o assunto.

Esteja atento, contudo, às mudanças de comportamento que duram mais de uma semana, isolamentos ou comentários do tipo:

  • Vou desaparecer;
  • Vou deixar vocês em paz;
  • Eu queria poder dormir e nunca mais acordar;
  • É inútil tentar fazer algo para mudar, eu só quero me matar.

 

Conheça o Centro de Valorização da vida

Setembro amarelo 2019

O centro de valorização da vida ou CVV é a ONG responsável por criar a campanha setembro amarelo.

O centro existe desde 2015 e realiza apoio emocional e prevenção do suicídio.

Atende voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email e chat 24 horas, todos os dias.

Na campanha setembro amarelo 2019, assim como em outros anos, você verá monumentos deixando as suas fachadas na cor amarela.

Isso para dar visibilidade à causa. 

 

Busque ajuda, se perceber os sintomas

Pode ser o outro, mas também pode ser você. Algumas pessoas se sentem constrangidas em se mostrar depressivas ou emocionalmente frágeis.

Se esse é o seu caso, encoraje-se e fale sobre o que sente. Vá atrás de ajuda, seja para você ou para outra pessoa.

Livros para entender a doença mental e o suicídio

Leitura é um ótimo caminho tanto para te ajudar a vencer a depressão e a ansiedade, como para te orientar.

Eles ajudam na preparação do diálogo sobre o assunto com as pessoas.

Encontre todos estes livros e outros sobre o assunto, na amazon.

O Demônio do Meio-dia: uma Anatomia da Depressão

Disponível na amazon.

De Andrew Solomon, é uma das maiores referências em se tratando de saúde mental. Fruto da investigação a fundo do jornalista sobre a sua própria doença.

Venceu o National Book Award e foi eleito um dos melhores 100 livros dos anos 2000 pelo jornal britânico The Times.

A Redoma de Vidro

Disponível na amazon.

De Sylvia Plath, um romance quase autobiográfico da autora. Uma narrativa gostosa de ler, além da doença mental.

Depois a Louca Sou Eu

Disponível na amazon

Tati Bernardi com muito humor traz histórias da própria convivência com o pânico e transtornos mentais.

Ótima forma de quebrar estigmas sobre saúde mental.

 

As Horas

Disponível na amazon

O romance As Horas de Michael Cunningham ganhou um Pulitzer, intercala a história de três mulheres e suas relações com a depressão, ansiedade e suicídio.

O Lado Bom da Vida

Disponível na amazon

Pat, um professor recém-saído de um hospital psiquiátrico se aproxima de Tiffany, deprimida pela morte do marido.

Ela convence Pat a participar de um concurso de dança de salão. O romance virou o filme. 

Livro de Matthew Quick

Então é isto, espero ter te ajudado a compreender melhor a campanha setembro amarelo.

Não fique, contudo, só nisso, vá atrás, aprenda mais, compartilhe este post com seus conhecidos.

Converse com os amigos, abra-se ao outro e esteja também aberta.

Vista-se de amarelo, não roupas amarelas, mas com o sentido pelo qual a cor foi escolhida: vida, luz e sol.

Olhe para si, olhe para quem está do lado, porque no final, somos todos responsáveis uns pelos outros.

Se você quer ficar atualizado com assuntos como o setembro amarelo 2019, assine nossa lista, e receba na sua caixa de e-mail os novos conteúdos.

 

Eu adoraria saber sua opinião.