Intolerância à lactose: Como manter a qualidade de vida apesar dela

Você sabia que cerca de 75% da população mundial tem intolerância à lactose? Informação do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH).

No Brasil, segundo o Instituto Datafolha, os intolerantes ao leite e seus derivados correspondem a 35% da população acima de 16 anos. E 59% das pessoas afetadas são mulheres.

Hoje, contudo, é possível ter uma vida saudável e de qualidade apesar dessas intolerâncias.

Fique com a gente, conversaremos sobre as soluções para esse problema que tem assolado muita gente. 

Sintomas da Intolerância à lactose

Essa intolerãncia tem se tornado tão comum entre as pessoas que se tornou imprescindível saber quais são os seus sintomas.

Assim, a própria pessoa se beneficia e também poderá orientar as pessoas que estão por perto.

Os principais sintomas da intolerância a lactose é 

  • dor no abdômen; 
  • arroto; 
  • diarreia;
  • gordura nas fezes;
  • inchaço;
  • indigestão;
  • náusea;
  • dores de estômago ou flatulência, dentre outros.

Nem todo desconforto intestinal é intolerância à lactose, contudo.

É necessário ficar atento, contudo. Nem todo desconforto intestinal está ligado a intolerância a lactose.

A intolerância ao glúten, a síndrome do intestino irritável ou uma inflamação intestinal, podem causar sintomas semelhantes. 

Vale lembrar porém, que estas doenças podem vir a desencadear uma futura intolerância.

Convivendo com a intolerância a lactose

Infelizmente, para a intolerância à lactose ainda não há cura.

O que se pode é evitar os sintomas tirando da alimentação, o leite, derivados e os alimentos preparados com ele. 

É possível também continuar ingerindo esses produtos se tomar algumas precauções:

  • usar os suplementos da enzima lactase que devem ser ingeridos junto com os laticínios;
  • ou adicionar gotas de enzima lactase no leite comum para pré-digerir a lactose antes de beber. 

O blog café com estórias trás muito conteúdo para o universo feminino. Segue alguns links que podem te interessar.

Espaço de embelezamento da mulher negra

Dicas de como ler mais rápido

O que encontrar numa Feira do livro? Diversidade

Um romance grátis para você. Aproveite!

Alimentos especiais, se optar por eliminar o laticínio  

O leite é um ítem importante em nossa dieta. E não se pode simplesmente retirá-lo sem que coloque substitutos no lugar.

No mercado há produtos sem lactose como:

  • queijos;
  • requeijão; 
  • iogurtes;
  • leites;
  • biscoitos, entre outros. 

Há também substitutos para o leite que são as bebidas vegetais:

  • leite de arroz;
  • leite de amêndoas;
  • leite de castanhas e outros.

Caso você opte por não ingerir o leite e nem seus derivados, há alguns alimentos que você precisa colocar na sua dieta:

  • vegetais de cor verde-escura como brócolis, couve, agrião, mostarda; 
  • repolho;
  • nabo;
  • peixes de ossos moles como o salmão e sardinha, mariscos e camarão.

Claro que há alguma dificuldade na alimentação ao se descobrir intolerante a qualquer alimento, mas hoje, são muitas as opções.

Uma dica é optar sempre que puder por fazer  as próprias refeições ao invés de comprá-las prontas.

E como tudo na vida, a intolerância à lactose traz também benefícios: com a restrição ao leite, o intolerante termina por ter um olhar mais atento aos outros alimentos e isso diversifica a alimentação.

Sem contar que as fragilidades nos leva a olhar com mais carinho para a própria saúde.

Quem sabe a descoberta da intolerância a lactose não te leva a ter uma vida com melhor qualidade na alimentação e nos hábitos.

Aproveite que está aqui e assine nossa lista de e-mail.

Eu adoraria saber sua opinião.