Direitos e deveres da criança: criando filhos conscientes

Você sabia que a legislação do Brasil é uma das mais avançadas do mundo, no que diz respeito aos direitos e deveres da criança e do adolescente?

Ainda assim, o Brasil é o país com o maior número absoluto de adolescentes assassinados no mundo.

E ainda ranqueamos, infelizmente, em outros tipos de violência contra os direitos das crianças, dessas pessoinhas dependentes de nossa proteção.

Garantir os direitos dos nossos filhos e educá-los conscientes de seus deveres, é uma resposta aos problemas nacionais.

É também uma luta árdua, principalmente de mães que estão sozinhas nessa empreitada.

Se você também vive o dilema de trabalhar, cuidar da casa, de si mesmo e ainda oferecer o seu melhor aos filhos, fique com a gente.

Temos muitas figurinhas para trocar.

Hoje, a consciência dos direitos da criança é maior

Tenho certeza de que você se lembra, ou já ouviu alguém dizer, de como eram excessivos os deveres das crianças antigamente.

Eu me lembro bem, lembro porque eu era uma dessas crianças. Mas claro, que no tempo de minha mãe, da minha avó, bisavó… era ainda pior.

A criança mal podia falar, não tinha direito a escolha e precisava se contentar com o que lhe era oferecido.

E pior, ela não fazia ideia de que podia reivindicar alguma coisa.

Tempos ruins.

Estamos longe do ideal

Avançamos na consciência de que criança precisa de voz. Entendemos que ela precisa ter liberdade para se expressar, e espaço para aprender a se posicionar contra o que lhe incomoda.

Sabemos, contudo, que essa liberdade de nossas crianças está muito longe de ser totalmente respeitada.

Inclusive, ranqueamos em violência contra nossos pequenos. Muito triste!

Um menino correndo e soltando pipa, Texto: Educar para os direitos e deveres da criança.
Direitos e deveres da criança

Veja as más notícias sobre os direitos da criança e do adolescente no Brasil

Trabalho Infantil ainda é realidade no Brasil, apesar de queda. Segundo o IBGE

Todos os dias, 31 crianças são assassinadas no Brasil. Dados do Unicef

Todos os dias, 40 crianças e adolescentes sofrem abusos sexuais no Brasil. Dados da fundação Abrinq

40% das crianças no Brasil vivem em situação precária. Segundo o jornal O GLOBO.

Os direitos e deveres da criança: você os considera na educação dos seus filhos?

Penso que temos a consciência de que quanto mais cedo a pessoa souber de seus direitos e deveres, melhor será a assimilação e o entrosamento deles na vida.

Certo?

Bom, talvez. A realidade é que estamos ainda engatinhando nessa consciência, a nossa geração e as anteriores à nossa ainda acham que educar é um ato de imposição.

A verdade é que temos medo de soltar as rédeas e perder o controle na educação das crianças. Mas olhe.

Crianças e adolescentes, sucesso como protagonistas

Temos exemplos na prática de que quando deixamos nossos pequenos se assumirem como protagonistas, eles crescem conscientes dos direitos e comprometidos com os deveres.

Ou seja, crescem como perfeitos cidadãos.

Olha a questão do meio ambiente. Não é à toa que uma das maiores vozes em defesa de um planeta sustentável é de uma criança. Tá bom, adolescente.

A menina sueca Greta Thunberg está sacudindo o mundo com sua garra e adesão à causa ambientalista.

Ela mobilizou mais de 1 milhão de pessoas a fazer greve em prol da conscientização sobre as mudanças climáticas.

Aos 16 anos, a danadinha já é indicada ao Prêmio Nobel da Paz .

Eu não sei você, mas eu aos dezesseis anos talvez nem sabia que o planeta estava em risco. Vale ou não vale a pena conscientizar essa criançada de seus direitos e deveres.

Direitos e deveres da criança: dever de todos, mas são as mães que ficam mais sobrecarregadas

Entramos no mês de outubro, mês das crianças, esse é um tempo propício para pensarmos em como estamos cuidando e educando nossas crianças e adolescentes.

Não dá, contudo, para considerar a peça fora de seu contexto.

As crianças e adolescentes têm algumas conquistas a comemorar, sim.

Essas conquistas, contudo, se devem muito também às conquistas das mulheres.

A entrada da mulher no mercado de trabalho, a queda da taxa de fecundidade, a legalização do divórcio e outros fatores colocaram a mãe ou como principal gestora da casa ou como uma presença ativa.

Com isso, os filhos também ganham mais voz e vez.

Mãe, chefe da casa, empreendedora… nem tudo são flores

Como mães, sabemos bem que no dia a dia não é fácil garantir aos nossos filhos, os seus direitos e ao mesmo tempo educá-los com consciência dos próprios deveres.

Isso, tendo uma agenda lotada e muitas funções. Mas não se pode negar que é uma vitória, essa nova situação da mulher.

Como toda nova situação, contudo, ela precisa de alguns ajustes.

E aquela certeza de sempre: quanto mais iguais tiverem os direitos entre homens e mulheres, mais os filhos ganham. Aliás, todos ganham.

Concluindo, estamos caminhando para a frente na garantia dos direitos e deveres da criança e do adolescentes.

Tá. São passos curtos e dados de forma lenta, mas não podemos desistir. É uma realidade ruim sedimentada por muitos anos.

Então, não é do dia para a noite que vai mudar totalmente.

O blog café com estórias trás muito conteúdo para o universo feminino. Segue alguns links que podem te interessar.

Setembro amarelo 2019

Outubro rosa e novembro azul

Desempregado? Leia isto!

Ocupadíssima! Mas e aquele tempinho só seu, já está na agenda?

Estressada? que tal 5 minutos com o seu pet? Comprovado.

Não se esqueça: devagar e Sempre

Espero ter te ajudado a refletir se você está educando suas crianças: com consciência de que têm direitos e deveres; e que podem e devem lutar por eles.

Aliás, por eles e pelos direitos também de outras crianças.

Então, saia você também da sua redoma e olhe não só para a realidade de seus filhos.

Envolva-se nesses problemas que não são das crianças brasileiras, mas nossos, dos adultos: pais, mães, educadores, vizinhos, parentes… todos.

Comprometer-se com os direitos e deveres da criança e adolescente, também é uma forma de ensinar aos filhos a assumirem seus deveres como cidadãos.

Gostou desse conteúdo? Se quiser receber mais informações como essa, assine nossa lista. Prometo te manter atualizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *