Para que serve a magia de ler? Para nada

a magia de ler5

A boca seca, o coração disparado, a pupila dilatada, a mão soando … A leitura chegou ao ápice da história.

As vezes me perguntam porque criei um blog sobre literatura. Um assunto quase que esquecido no Brasil e com chances de reconhecimento 10 vezes menores que outros assuntos “mais úteis”.

Tenho uma amiga que diz assim:

Eu gosto de ler, mas eu não sou como você. Prefiro ler um livro que me ensina alguma coisa, ao invés de perder tempo com histórias.

E pensando bem em todo estes questionamentos, muitos ditos, outros insinuados, eu cheguei a conclusão de que eu gosto de perder tempo com inutilidades.

Encontrei um vídeo no youtube que explica bem isto.  A verdade é: Eu simplesmente gosto de ler.

Acho que não é preciso nem dizer da riqueza de aprendizado na leitura de um livro, mas como a leitura literária vem cheia de prazer, isto deixa as pessoas meio culpadas.

Se é tão prazeroso, não pode ser tão útil assim!

Mas hoje eu resolvi deixar de lado este senso de utilidade, e fazer um post totalmente inútil. Falar da magia da leitura.

Fala sério! Isto serve pra que?

Então… se você é do tipo que julga a importância das coisas segundo sua utilidade, não continue lendo. Ou vai se sentir chateado no final, por ter perdido seu tempo com informações totalmente inúteis.

 

magia de ler 2

E para começar, vai uma pergunta pra refletir. A pergunta é do filósofo Aristóteles.

E a felicidade, serve para que?

Vamos pensar um pouco?

O que é uma coisa útil?

“Útil é o que serve para alguma coisa, que tem uso, préstimo ou serventia; que satisfaz uma necessidade.”

A faca é útil. Serve para cortar.

A cenoura é útil porque alimenta.

A pessoa é útil porque trabalha. Correto?

E quando esta pessoa ficar desempregada ou velha e não mais ter forças para dar à sociedade capitalista o retorno que ela exige?

magia de ler

Sim , porque neste pensamento de utilidade, tudo é valorizado pelo retorno que se dá. Se não existir mais objeto a ser cortado, a faca deixa de ser útil. Se a cenoura não estiver mais boa para o consumo, a cenoura deixa de ser útil.

E você, quando não estiver mais produzindo deixará de ser útil.

Então, novamente a pergunta. Para que serve a felicidade?

Para nada.

É nesta linha de pensamento que entra esta magia de ler. Esta paixão que move em direção ao livro, esta força que faz a pessoa pirar de desejo por uma história bem contada.

Ninguém que é leitor verdadeiramente, se apaixonou pela literatura pela sua utilidade. Os benefícios da leitura vem em segundo plano, porque avaliar algo pela utilidade, é se obrigar a faze-lo pelos resultados.

magia de ler 1

E leitura é mais que isto. Ela nutre. Não só o conhecimento, mas as emoções, a alma. Ela preenche aquele vazio criado pela falta de respostas a tantas questões existenciais. Ela povoa seu mundo, sua solidão…

Veja este vídeo, também encontrado no youtube. É uma das maiores declarações de amor à leitura que eu já vi. E prepare o lenço, porque você vai chorar.

Nossa vida está cheia de coisas inúteis. Os momentos felizes, por exemplo, são aqueles que valem por si, que têm valor em si mesmos, que não servem para absolutamente nada além de nos alegrar. Você não sorri para obter um resultado com aquilo. Você sorri porque está feliz.

Viajar pela leitura sem rumo, sem intenção.

Só para viver a aventura que é ter um livro nas mãos.

É uma pena que só saiba disso quem gosta de ler.

Experimente! Assim sem compromisso, você vai me entender.

Mergulhe de cabeça na imaginação!

Clarice Pacheco

 

Assim é a leitura, os benefícios virão, mas não é por eles que lemos, e sim pela necessidade de nutrir estes momentos inúteis da vida, como ficar na companhia daquela vó idosa que já contou muitas histórias para os netos, levou-os ao parque quando a mãe não podia, deu colo quando eles se sentiam incompreendidos.

Ou seja, já foi muito útil. Mas hoje ela necessita de muitos cuidados, e você dedica esta atenção, não porque terá algum retorno ou porque se sente obrigado, mas porque ama ficar em sua companhia mesmo que em silêncio. A vivência passada, as experiencias anteriores são capazes de nutrir hoje uma relação de total inutilidade.

a magia de ler4

Depois de viver muito, aprender muitas lições e se tornar uma pessoa sábia, aprendemos a também dar valor às coisas pelo que elas são, e não pelas suas utilidades. Aprendemos que o que mantém a vida em pé são seus momentos recheados de sentidos, e muitas vezes totalmente inúteis. Eles preenchem questões muito mais profundas que uma exigência de um mercado capitalista.

a magia de ler

E a leitura nos ensina a antecipar tudo isto na vida. Fazer uma criança se apaixonar pelo livro e pela experiencia que ele proporciona, é antecipar uma lição que ela só teria no final da vida.

E você, já foi despertado para esta magia que nos invade pela leitura? Acha que o livro tem mesmo este poder? Nos conte sua experiencia literária?

 

 

 

Related posts:

Meu nome é Meirilene Reis. Sou leitora desde os dez anos de idade, quando descobri em ” a marca de uma lágrima” livro de Pedro bandeira, de meu mundo acinzentado uma janela para um mundo colorido, vibrante e cheio de possibilidades. E escritora desde que descobri nas estórias uma forma de expressão, de comunicar o que não conseguia fazer de outra forma. E esta experiência estreita com os livros tem me mostrado que não há limites, para a imaginação nem do leitor nem do escritor, e isto me fascina. A literatura é pra mim um ponto, um eixo, onde em algum momento os mundos das pessoas se encontram, porque ali, tanto na leitura, quanto na escrita, nos despimos de preconceitos, e nos permitimos vivenciar a vida do personagem, que de alguma forma se encontra com a nossa.

4 thoughts on “Para que serve a magia de ler? Para nada

  1. Imagine uma uma pessoa com pensamento tão simplório como esse de pensar que a leitura é inútil! Já diz o ditado: quem não ler, mal ouve, mal fala,mal vê…
    Um abraço, Meire!

  2. Que post incrível! Fiquei curiosíssima para saber sobre esta magia de ler. Você deveria escrever mais sobre este assunto. É bem verdade ler não é só útil, é prazeroso principalmente.

Eu adoraria saber sua opinião.