Minhas Verdades Secretas

Como um riacho que segue pro mar.

 

Não adianta me ouvir.

Quanto mais falo, mais me escondo.

quanto mais palavras saem de minha boca

Menos verdades chegam ao seu ouvido.

Me vê sorrir enquanto meu coração chora.

Ouve coisas lindas, enquanto o feio está cada vez mais escondido.

Ouve marcha nupcial de minha boca,

enquanto meu coração canta fúnebre.

E te odeio,.

Te odeio porque você não é capaz de ver o que não mostro.

De ver as lágrima por detrás desta pseudo felicidade.

Não olhe meu sorriso, olhe através dele

e veras minhas verdades secretas.

 

Related posts:

Meu nome é Meirilene Reis. Sou leitora desde os dez anos de idade, quando descobri em ” a marca de uma lágrima” livro de Pedro bandeira, de meu mundo acinzentado uma janela para um mundo colorido, vibrante e cheio de possibilidades. E escritora desde que descobri nas estórias uma forma de expressão, de comunicar o que não conseguia fazer de outra forma. E esta experiência estreita com os livros tem me mostrado que não há limites, para a imaginação nem do leitor nem do escritor, e isto me fascina. A literatura é pra mim um ponto, um eixo, onde em algum momento os mundos das pessoas se encontram, porque ali, tanto na leitura, quanto na escrita, nos despimos de preconceitos, e nos permitimos vivenciar a vida do personagem, que de alguma forma se encontra com a nossa.

Eu adoraria saber sua opinião.