Concurso Cultural: Obrigada pela participação e parabéns ao vencedor

“O livro, para se tornar meu favorito, tem que deixar de ser livro, se tornar memória, e fazer parte não apenas da minha estante, mas também de mim.”

Lavinia Sobral sacramento

IMG-20170225-WA0005

 

Leitura é mesmo uma experiência mágica. É impressionante ver como o livro é capaz de despertar emoções nas pessoas.

O concurso meu livro favorito do blog café com estórias contou com impressionantes participações, pessoas que partilharam suas emoções mais íntimas, seus anseios e suas formas de olhar a vida. Sim, porque falar de experiência de leitura é se mostrar pelo avesso, declarar seus sentimentos mais profundos.

Penso ser de grande valia esta comoção em volta da literatura, além de ser uma oportunidade para partilharmos nossas experiências, é também uma forma de contágio para os não leitores.

 A experiência da leitura é essencialmente individual, sempre única e nova. Como expressar o que sente ao ler seu livro favorito? Qual a influência que ele tem sobre a sua vida? O que ele transformou em você, seu olhar sobre o mundo, sua relação com a realidade, seu sentimento próprio, sua forma de dedicar às pessoas.

Estas transformações, porém, é a sua resposta à literatura, expressa sua relação com o livro que é totalmente variável de pessoa pra pessoa.

“O pior leitor é o passivo, resignado, que aceita tudo e lê o livro como uma receita ou bula para o bem viver. Este é o não-leitor”

(Milton Hatoom)

Ao leitor, a literatura fala diretamente e produz emoções que podem marcar toda a vida. E o mais bacana que não é necessário uma avaliação interpretativa, aliás, esta leitura desinteressada, apenas a experiência da leitura, aquela feita pelo leitor comum é capaz de transformar uma pessoa.

livros não mudam pessoas

 

Tivemos em nosso concurso cultural dezenas de participações. E como é bacana ver como cada pessoa se relaciona com o livro!  Eu não me lembro de nenhum comentário que tenha passado simplesmente pela razão. Até aqueles que se mostraram mais conhecedores das regras da escrita literária, trouxeram seus comentários respingando emoção.

“Nunca se obrigue a ler um livro – é um esforço perdido”

(Arthur Koestler)

Isto talvez seja uma coisa a se pensar na formação de leitores, será que os pais, a escola e tantos outros responsáveis por esta introdução à vida literária, estão ensinando as crianças e adolescentes a se envolverem com o livro? Ou estão apenas apresentando-o como uma chatice necessária?

É lógico que nem todas as nossas leituras podem ser feita somente por prazer, muitas delas são pela exigência do trabalho ou da vida, mas quem não conhece esta prática como prazerosa, dificilmente será um leitor verdadeiramente.

Mas voltemos ao concurso literário, que certamente está sendo muito esperado. Só relembrando a participação de todos foi incrível e quero te convidar a entrar lá e ler os muitos comentários dos participantes, é realmente enriquecedor. Há pessoas de todas as formas expressando suas mais variadas experiências com o livro. 

O que faz um livro ser o favorito pra você?

E assim vamos ao vencedor. Você verá também o comentário, e poderá dar sua opinião.

E o ganhador é….

Lavinia Talita Sobral Sacramento

E este é o seu comentário:

“Para ser meu favorito, mais que uma estória marcante, precisa marcar a MINHA história. Mais que personagens encantadores, precisa de personagens REALISTAS, que me façam vê-los na esquina, e ter dê-já-vus ao conhecer alguém… Pode ser um romance ou aventura, suspense ou comédia, porquê meus livros são como minha vida: tem de tudo um pouco. O livro, para se tornar meu favorito, tem que deixar de ser livro, se tornar memória, e fazer parte não apenas da minha estante, mas também de mim…”

Lavinia Talita Sobral Sacramento

 

E você? também gostou dos critérios da Lavínia ao definir seu livro favorito? Partilhe sua opinião.

 

Related posts:

Meu nome é Meirilene Reis. Sou leitora desde os dez anos de idade, quando descobri em ” a marca de uma lágrima” livro de Pedro bandeira, de meu mundo acinzentado uma janela para um mundo colorido, vibrante e cheio de possibilidades. E escritora desde que descobri nas estórias uma forma de expressão, de comunicar o que não conseguia fazer de outra forma. E esta experiência estreita com os livros tem me mostrado que não há limites, para a imaginação nem do leitor nem do escritor, e isto me fascina. A literatura é pra mim um ponto, um eixo, onde em algum momento os mundos das pessoas se encontram, porque ali, tanto na leitura, quanto na escrita, nos despimos de preconceitos, e nos permitimos vivenciar a vida do personagem, que de alguma forma se encontra com a nossa.

9 thoughts on “Concurso Cultural: Obrigada pela participação e parabéns ao vencedor

Eu adoraria saber sua opinião.