A Batalha na Casa de Pedrinho – Introdução

Olá coleguinha

Quero te  apresentar a minha nova história infantil curta e de leitura fácil e gostosa: a Batalha na Casa de Pedrinho.

É uma leitura rápida e apropriada para crianças ainda menores que o público de Torrão Voador. Além de ser um ótimo aliado das mães e pais na hora de convencer os filhotes a experimentar os vegetais.

Vamos ao resumo?

a batalha na casa de pedrinho

Pedrinho é uma criança como qualquer outra, que gosta de brincar, de se divertir e de comer. Sim, de comer, mas desde que não o peça para experimentar estas coisas saudáveis, como berinjela, cenoura, kiwi e tantos outros vegetais.

Coitada da dona Filó, a mãe de Pedrinho que depois de quinze anos perdeu a cozinheira Lorentina e precisou ir ela mesma para a cozinha preparar as refeições da casa e só aí percebeu como era difícil agradar o paladar de seu filho.

O que ela desconhecia, era que os vegetais sabiam de tudo o que acontecia dentro daquela casa e eram seus aliados. Numa reunião na madrugada, eles sabendo do fato de que a vida de Pedrinho corria perigo decidiram se unir para protegê-lo.

Sinistro? Você nem imagina quanto! Só lendo pra acreditar. vamos?

a fruta

Fica assim, você acompanha aqui no blog semanalmente os capítulos de A batalha na casa de Pedrinho, e vai me colocando a par de sua opinião. Eu acho que você vai gostar.

Então, fica combinado.

É uma história infantil curta em quatro capítulos e toda quinta-feira terá um capítulo novo. Estamos entendidos?

Que tal cinco dicas de ouro para seu filho comer melhor.

a tomate - Cópia

Mas se você for do tipo ansioso, que não tem paciência de esperar uma semana para ver a continuação da história, ela está a venda na amazon e disponível no wattpad. Aí você poderá ler tudo de uma vez.

Mas, para matar sua curiosidade até quinta-feira, vou deixar aqui um pedacinho da história. Aproveite e não esqueça de dizer sua opinião.

A porta se fechou, as lâmpadas se apagaram e tudo ficou em silêncio. Quase tudo, o único barulho que se destacava era o ronco do pai de Pedrinho. O som era como se um monstro assoprasse e gemesse ao mesmo tempo. Começando lentamente, depois aumentando a velocidade e parando repentinamente. Mantendo alguns segundos silenciosos e de repente iniciava novamente o shhhh humm ron.

Dona Elisa ressonava baixinho, e Pedrinho dormia silencioso. Apenas as suas pernas que não ficavam paradas. Jogavam-se de um lado para o outro, como se uma formiga estivesse picando-as.

Fora estes detalhes a casa estava quieta, e isto era o anúncio de que a reunião podia começar.

-Fiu – fiiiiiiiiiu!

A couve flor foi a primeira que se manifestou com um assobio.

E a alface ouvindo o sinal reforçou o aviso:

-Ei pessoal, a barra está limpa.

Todos os vegetais que já estavam ansiosos pelo assunto bombástico que a cenoura havia anunciado, saíram de suas tocas, correndo em fila indiana e subiram em cima da mesa.

a beringela

Você conhece esta outra história infantil de minha autoria?

Torrão Voador – a irmandade dos bichos vegetarianos

capa do livro

Torrão Voador é uma história infantil pequena de uma comunidade de bichos na  floresta que leva a sério seus compromissos uns com os outros e com o meio ambiente. Com uma forma de viver sustentável, eles vivem grandes aventuras na selva.

Vamos conhecer os personagens?

O Tigre Davi Vidal chegou à comunidade e com sua liderança e instinto de sobrevivência logo se destacou e se tornou o chefe do bando.

Teodoro é um coelho esperto e artista que foi adotado ainda filhote por um tigre e uma girafa. Ele se sente um peixe fora d’agua. Adolescente, está vivendo suas maiores crises.

A Lia é demais! Uma girafa nerd que se apaixonou por um tigre logo depois de quase virar o almoço dele numa segunda feira ensolarada. Esta girafa gosta de uma vida perigosa!

Josué, o leão, com seu jeito artista conquistou a comunidade e se tornou líder, mas com a chegada de Vidal, ficou muito inseguro e não apenas deixou de ser chefe, como foi perdendo espaço a cada dia.

E aí gostou dos personagens? Que tal mergulhar nesta aventura?

Para saber mais deste livro, clique aqui.

Então, até quinta. E muito obrigada pela sua visita. Abaixo está o link para o primeiro capítulo da história:

A Batalha dos Vegetais. Agora é guerra!

Related posts:

Meu nome é Meirilene Reis. Sou leitora desde os dez anos de idade, quando descobri em ” a marca de uma lágrima” livro de Pedro bandeira, de meu mundo acinzentado uma janela para um mundo colorido, vibrante e cheio de possibilidades. E escritora desde que descobri nas estórias uma forma de expressão, de comunicar o que não conseguia fazer de outra forma. E esta experiência estreita com os livros tem me mostrado que não há limites, para a imaginação nem do leitor nem do escritor, e isto me fascina. A literatura é pra mim um ponto, um eixo, onde em algum momento os mundos das pessoas se encontram, porque ali, tanto na leitura, quanto na escrita, nos despimos de preconceitos, e nos permitimos vivenciar a vida do personagem, que de alguma forma se encontra com a nossa.

Eu adoraria saber sua opinião.